web
statistics
visualizações


Desde a nossa primeira aula de Progressão Aritmética estamos usando a notação padrão que serve, na verdade, para qualquer tipo de sequência. Abrimos um parêntese, listamos os termos na ordem desejada, separando-os um do outro por uma vírgula e encerrando a listagem ordenada com o parêntese de fechamento: `( \text{termo 1}, \text{termo 2}, \text{termo 3}, \text{termo 4} )`.

Cardica:

Parênteses ou parêntesis?

As duas palavras são corretas. A palavra parêntese forma plural com –s, parênteses. A palavra parêntesis se refere tanto ao singular como ao plural. Exemplos:
Singular:
Quando iniciarem o registro da P.A., abram um parêntese.
Quando iniciarem o registro da P.A., abram um parêntesis.

Plural:
Registrem os termos da P.A. entre parênteses.
Registrem os termos da P.A. entre parêntesis.



Entretanto, podemos ter uma sequência com muitos termos ou com termos indicados por uma regra de formação ou simplesmente por outra vontade de indicação que esse formato de registro acaba sendo insuficiente.

Indicando os termos de uma sequência de modo explícito

É como foi feito até agora: exibindo a lista ordenada `( \text{termo 1}, \text{termo 2}, \text{termo 3}, \text{termo 4}, ...)`.

Aprenda!

Ao registrar a sequência como `(200, 210, 220, 230)` já temos várias informações envolvidas (pense sobre cada uma delas):

Classificação por número de termos
É uma sequência FINITA.
Classificação pelo comportamento
É uma sequência CRESCENTE.
Tipo de sequência
É uma Progressão Aritimética, a diferença entre os termos é constante.
Termos
Tem 4 termos. O primeiro termo é 200, o segundo é 210, o terceiro é 220 e o último é 230.

Aprenda!

Ao registrar a sequência como `(200, 210, 220, 230)` já temos várias informações envolvidas (pense sobre cada uma delas):

Classificação por número de termos
É uma sequência FINITA.
Classificação pelo comportamento
É uma sequência CRESCENTE.
Tipo de sequência
É uma Progressão Aritimética, a diferença entre os termos é constante.
Termos
Tem 4 termos. O primeiro termo é 200, o segundo é 210, o terceiro é 220 e o último é 230.

Aprenda!

Ao registrar a sequência como `(a, b, c)` já temos várias informações envolvidas (pense sobre cada uma delas):

Classificação por número de termos
É uma sequência FINITA.
Classificação pelo comportamento
Sem outros dados nada podemos garantir a esse respeito.
Tipo de sequência
Sem outros dados nada podemos garantir a esse respeito.
Termos
Tem 3 termos. O primeiro termo é `a`, o segundo é `b` e o último é `c`.

Cardica:

Tome MUITO, mas MUUUUITO cuidado com as sequências infinitas!

Se a única coisa que for sabida for o registro puro e simples: `(200, 210, 220, 230, ...)` você pode dizer que a sequência é INFINITA por conta das reticências ao final. Mas sem termos outros dados acerca dessa sequência:

Você não pode dizer que é crescente — porque você não sabe o valor dos termos que vem depois do 230!

Você não pode dizer que é uma Progressão Aritmética — porque você não sabe o valor dos termos que vem depois do 230!



Outro exemplos, a sequência `(a, b, c, d)` tem pouquinhos termos, apenas 4. Nada impede que você use letras quaisquer, na ordem que você achar melhor! Se desejar registrar algum dia algo como `(b, l, a, h)` tudo bem! Mas depois não se esqueça a posição de cada letra nessa sua sequência. Destaco que o problema é, às vezes, a sequência ter muitos termos e pode faltar letra!

Numa particular sequência, que tal usar APENAS UMA!? É possível?

Sim! Usamos um elemento literal (a letra escolhida) subscrito por um índice `n`, como em `a_n`. É bom usar a mesma letra para representar todos os elementos da sequência. Sobre o índice, usando os números naturais, em ordem (e sem pular), o índice vai corresponder à posição que o termo possui.

Precisa tomar um cuidado com a escolha do primeiro índice. Tem pessoas que preferem usar o início como `0` (zero) e tem gente que prefere usar o primeiro termo como `1` mesmo.

Aprenda!

Ao encontrar algo assim: `(a_0, a_1, a_2, a_3)` :

Classificação por número de termos
É uma sequência FINITA.
Classificação pelo comportamento
Sem outros dados nada podemos garantir a esse respeito.
Tipo de sequência
Sem outros dados nada podemos garantir a esse respeito.
Termos
Tem 4 termos. O primeiro termo é `a_0`, o segundo é `a_1`, o terceiro é `a_2` e o último é `a_3`.

Aprenda!

Ao encontrar algo assim: `(b_1, b_2, b_3, ...)` :

Classificação por número de termos
É uma sequência INFINITA.
Classificação pelo comportamento
Sem outros dados nada podemos garantir a esse respeito.
Tipo de sequência
Sem outros dados nada podemos garantir a esse respeito.
Termos
Tem infinitos termos. O primeiro termo é `b_1`, o segundo é `b_2`, o terceiro é `b_3` e assim por diante.

Nesse último exemplo, `(b_1, b_2, b_3, ...)` a notação literal com índice ajuda muito. Veja que como tem infinitos termos, podemos indicar qualquer um deles sem precisar anotar toda a listagem até chegar nele. Por exemplo, o vigésimo termo é `b_{20}`. Simples assim!

Eu particularmente prefiro indicar as sequências com índice `1` para que a correspondência seja mais elementar `b_1` primeiro, `b_2` segundo, etc. Quando você encontrar pela frente sequências iniciadas com índice `0` (zero) tome cuidado em relação a posição que aquele elemento ocupa. Por exemplo, em `(v_0, v_1, ...)` o vigésimo termo não é `v_{20}`, mas sim `v_{19}` porque se iniciou em `v_0`.

`v_0`
`v_1`
`v_2`
`v_3`
`v_4`
Primeiro
Segundo
Terceiro
Quarto
Quinto

 

Tem hora que falar em velocidade inicial `v_0`, Capital Inicial, `C_0`, etc. pode justificar a preferência por começar pelo índice 0 (zero). A menos que esteja escrito o contrário, aqui no meu site, eu sempre vou começar com índice `1`. Ok? Veja como fica melhor:

`a_1`
`a_2`
`a_3`
`a_4`
`a_5`
Primeiro
Segundo
Terceiro
Quarto
Quinto

 

Indicando os termos de uma sequência por Lei

Entenda aqui por Lei o mesmo que ser uma Fórmula ou uma Regra. Esta Lei pode ser regida:

1. De modo DIRETO, através do seu Termo Geral.

Explicando por uso de exemplos vai ajudar. Digamos que estejamos lendo um problema sobre sequências e conste algo assim `a_n = 2n` (esta é a Lei). O índice `n` começa por `1` (eu escrevi isso antes, "A menos que esteja escrito o contrário, eu sempre vou começar com índice `1`. Ok?"). Enfim, o índice DEVE variar pelos números naturais, em ordem crescente. Fica assim:

Para `n=1` : `a_1 = 2*1=2`. Assim, `a_1=2`.

Para `n=2` : `a_2 = 2*2=4`. Assim, `a_2=4`.

Para `n=3` : `a_3 = 2*3=6`. Assim, `a_3=6`.

O registro da Lei `a_n = 2n`, de modo sucinto, representa o Termo Geral da sequência. Com base no Termo Geral podemos expandir a sequência termo a termo, de forma explícita: `(2, 4, 6, ...)`.

Observação: Você pode ler `a_n` como n-ésimo termo.


2. De modo INDIRETO (ou RECURSIVO, RECORRENTE), através de uma ou várias regras. Vai dar um pouco mais de trabalho, mas às vezes é a única saída para explicar sequências mais sofisticadas.

Se registramos assim, "... dada a sequência `a_n`, onde `a_1=1`, `a_2=1` e para o natual `n>=3` tem-se `a_n= a_{n-1} + a_{n-2}` ..." o texto nos oferece, com bastante clareza os seus dois primeiros termos `(1, 1, ...)` — a partir do terceiro termo foi apresentada uma Fórmula Recursiva, uma equação que fornece novos termos recorrendo a outros.

Para `n` : temos um termo `a_n` numa posição `n`. Como disse a restrição para o natual `n>=3` — assim a posição `n` é de qualquer termo, a partir do terceiro termo.

Para `n-1` : temos um termo `a_{n-1}` numa posição `n -1 `. Ou seja, o termo `a_{n-1}` ocupa uma posição imediatamente anterior ao termo de posição `a_n`.

Para `n-2` : temos um termo `a_{n-2}` numa posição `n -2 `. Ou seja, o termo `a_{n-2}` ocupa duas posições imediatamente anteriores ao termo de posição `a_n`. Ou, de outro modo, ocupa uma posição imediatamente anterior ao termo de posição `a_{n-2}`

A regra recursiva `a_n= a_{n-1} + a_{n-2}` nos diz que `a_n` é a soma dos seus dois termos anteriores. A sequência seria `(1, 1,2, 3, 5, 8, 13, ...)` — essa sequência é conhecida como Sequência de Fibonacci. Você terá um exercício na lista sobre isso para resolver mais tarde (ou não! você quer fazer agora - clique aqui)

Sequências recursivas não são NADA básico! Porém, dá para encarar.

Cardica:

Sequências dadas de modo indireto podem dar mais trabalho. Procure resolver tais problemas exibindo os termos iniciais pelas regras dadas. De repente, pode ser uma sequência mais simples e que apenas foi dada de modo mais sofisticado.

Nunca se sabe!



 

1

Exemplo 1


Determine os cinco primeiros termos da sequência `(a_1, a_2, ...)` onde `a_n = n-4` para todo `n \in \N^**` .


Resolução


Lembre-se que o conjunto numérico `\N = {0, 1, 2, 3, ...}`, mas com a estrela superescrita no conjunto, exclui-se o elemento 0. Assim, `\N^** = {1, 2, 3, ...}` — é o Conjunto dos Naturais Não Nulos.

Para `n=1` : `a_1 = 1-4 =-3`. Assim, `a_1=-3`.

Para `n=2` : `a_2 = 2-4 =-2`. Assim, `a_2=-2`.

Para `n=3` : `a_3 = 3-4 =-1`. Assim, `a_3=-1`.

Para `n=4` : `a_4 = 4-4 =0`. Assim, `a_4=0`.

Para `n=5` : `a_5 = 5-4 =1`. Assim, `a_5=1`.

Portanto, os cinco primeiros termos da sequência são `a_1=-3`, `a_2=-2`, `a_3=-1`, `a_4=0` e `a_5=2`. Em outra notação: `(-3, -2, -1, 0, 2, ...)`
2

Exemplo 2


Dada uma sequência em que `a_0=5` e `a_n - a_{n-1} = 2 ` para todo `n \in \N^**`, determine se tal sequência forma uma Progressão Aritmética e classifique-a em relação ao comportamento dos termos.


Resolução


A sequência já tem primeiro termo conhecido `a_0=5` . Os demais termos são definidos de modo recursivo em `a_n - a_{n-1} = 2 `.

Para `n` : temos um termo `a_n` numa posição `n`.

Para `n-1` : temos um termo `a_{n-1}` numa posição `n -1 `. Ou seja, o termo `a_{n-1}` ocupa uma posição imediatamente anterior ao termo de posição `a_n`.

Da definição de P.A., em que dita que será uma Progressão Aritmética toda sequência cuja diferença entre dois termos consecutivos seja constante, temos esse fato em `a_n - a_{n-1} = 2`, onde a diferença entre dois termos consecutivos é `2`. Portanto, é uma P.A. e tem razão `r=2`.

Como `r>0`, a P.A. é crescente.

Observe isso, expandindo-se termo a termo:

Para `n=0` : `a_0 = 5`, do enunciado. A sequência até aqui é: `(5, ...)`.

Para `n=1` : `a_n - a_{n-1} = 2 <=> a_1 - a_0 = 2 <=> a_1 = 2 + a_0 = 7`. Assim, `a_1=7`.
A sequência até aqui é: `(5, 7, ...)`.

Para `n=2` : `a_n - a_{n-1} = 2 <=> a_2 - a_1 = 2 <=> a_2 = 2 + a_1 = 9`. Assim, `a_2=9`.
A sequência até aqui é: `(5, 7, 9, ...)`.

Para `n=3` : `a_n - a_{n-1} = 2 <=> a_3 - a_2 = 2 <=> a_3 = 2 + a_2 = 11`. Assim, `a_3=11`.
A sequência até aqui é: `(5, 7, 9, 11, ...)`.

Etc.

Curso de Progressão Aritmética — Aula 3 de um total de 5 aulas

Clique aqui para voltar para a timeline do curso ou vá rapidinho para a Aula 4 (Termo Geral) clicando aqui. Você pode twitar e lembrar de onde parou:

Você pode fazer agora uma pequena lista de exercícios de fixação sobre essa aula. Clique Aqui

Porcentagem

Duração do Curso:

10 Aulas

Nivel Escolar Mínimo:

Fundamental

Progressao Aritmética

Duração do Curso:

5 Aulas

Nivel Escolar Mínimo:

Ensino Médio