Definição

São todos os poliedros regulares. Um poliedro regular é todo poliedro convexo que possui:

a) em todas as suas faces polígonos regulares congruentes entre si.

b) todos os seus ângulos poliédricos são regulares e congruentes entre si.

c) de cada um de seus vértices parte o mesmo número de arestas.

São exclusivamente 5 os poliedros de Platão:

Poliedro
Total de vértices(V)
Total de arestas (A)
Total de faces (F)
Todas as suas faces são:
De todos os seus vértices partem:

tetraedro

4

6

4

triângulos

3 arestas

8

12

6

quadrados

3 arestas

6

12

8

triângulos

4 arestas

20

30

12

pentágonos

3 arestas

12

30

20

triângulos

5 arestas

 

Tetraedro Regular

Faces: 4

Vértices: 4

Arestas: 6

Para um Tetraedo Regular de aresta de medida `a`, temos:

Área de uma das suas faces: `A = \frac{\root{}{3}}{4}a^2`.

Área de todas as suas 4 faces: `A_T = 4*A=\root{}{3}a^2`.

Volume: `V=\frac{\root{}{2}}{12}a^3`.

Hexaedro Regular

Faces: 6

Vértices: 8

Arestas: 12

Para um Hexaedro Regular de aresta de medida `a`, temos:

Área de uma das suas faces: `A = a^2`.

Área de todas as suas 6 faces: `A_T = 6*A=6a^2`.

Volume: `V=a^3`.

Octaedro Regular

Faces: 8

Vértices: 6

Arestas: 12

Para um Octaedro Regular de aresta de medida `a`, temos:

Área de uma das suas faces: `A =\frac{\root{}{3}}{4}a^2`.

Área de todas as suas 8 faces: `A_T = 8*A =2\root{}{3}a^2`.

Volume: `V=\frac{\root{}{2}}{3}a^3`.

Dodecaedro Regular

Faces: 12

Vértices: 20

Arestas: 30

Para um Dodecaedro Regular de aresta de medida `a`, temos:

Área de uma das suas faces: `A = \frac{\root{}{25+10\root{}{5}}}{4}a^2`.

Área de todas as suas 12 faces: `A_T = 12*A =3\root{}{25+10\root{}{5}}a^2`.

Volume: `V=\frac{1}{4}(15+7\root{}{5})a^3`.

Icosaedro Regular

Faces: 20

Vértices: 12

Arestas: 30

Para um Icosaedro Regular de aresta de medida `a`, temos:

Área de uma das suas faces: `A = \frac{\root{}{3}}{4}a^2`.

Área de todas as suas 20 faces: `A_T = 20*A =5\root{}{3}a^2`.

Volume: `V=\frac{5}{12}(3+\root{}{5})a^3`.

Poliedro Convexo

Além disso, é oportuno destacar que se um poliedro é convexo, então vale a relação de Euler. Ou seja, para um poliedro de V vértices, A arestas e F faces, vale que:

`V - A + F = 2`

A recíproca da frase anterior não é verdadeira, porque podemos ter uma terna (`V`, `A`, `F`) que satisfaz a equação `V - A + F = 2` e, mesmo assim, termos um poliedro não convexo. Aliás, podemos nem ter poliedro algum!

Repare que na ilustração, `V = 12`, `A = 18` e `F = 8`. Vale que `V - A + F = 2`, porém o sólido não é um Poliedro Convexo.

A relação de Euler funciona assim:

Se for um poliedro convexo, então é obrigatório que seja válida a relação `V - A + F = 2`.

Contudo: Se vale a relação `V - A + F = 2`, então o poliedro pode não ser poliedro convexo.

Avalie esta página

Muito Supimpa Pesadelo

Supimpa
Pesadelo

Normal
Pesadelo

Mequetrefe
Pesadelo
Muito Mequetrefe
Pesadelo





Doe sua Nota Fiscal (sem CPF) para amigos do bem:


Comente

São mais de 50.000 páginas de conteúdo . Não acompanho os diálogos a seguir - por isso, caso você ache alguma pergunta feita pelos usuários e queira contribuir, por favor, deixe o seu parecer - que irá enriquecer o material.