web
statistics
visualizações



Este desafio recebeu 282 avaliações



O presidente de um certo país queria se livrar do seu primeiro-ministro. Apesar disso, não desejava criar um atrito político com uma demissão declarada - assim, propôs que a permanência ou ausência naquele cargo seria feita através de um simples sorteio.

Colocou então dois pedaços de papel numa urna e disse ao ministro para escolher um. Se no papel estivesse escrito "vá", o ministro deveria renunciar. Se no papel estivesse "fique", o ministro continuaria em sua posição.

Para assegurar-se de que o ministro iria embora, o presidente escreveu "vá" nos dois papeis. Entretanto, o ministro já sempre desconfiado da honestidade do presidente, conseguiu ficar. Como ele conseguiu ? Proponha uma saída para esse problema.

A estratégia não é ter pedido para ver o que havia sido escrito nos dois papéis porque isso anularia o sorteio e haveria outro, honesto. Suas chances seriam 50% e 50% de ficar e sair do cargo.

Uma vez desconfiado pela suspeita de que nos dois papéis houvesse a inscrição "vá" para demití-lo tem uma saída para reverter o golpe:

O Ministro toma um dos papéis, não abre - afirmando que a sua escolha é o papel que sobrou na urna. Ninguém poderia dizer que não foi uma forma de sorteio e o presidente não poderia se expor à fraude dizendo o que havia feito. Caso não tivesse ocorrido fraude pelo presidente, este esquema, ainda sim garantiria as chances matemáticas 50% e 50%.

Avalie a dificuldade do Desafio

Pesadelo Pesadelo
Difícil
Pesadelo
Normal
Pesadelo
Fácil
Pesadelo
Fraquinho
Pesadelo


1º de Maio de 2017

Comente

São mais de 50.000 páginas de conteúdo. Não acompanho os diálogos a seguir - por isso, caso você ache alguma pergunta feita pelos usuários e queira contribuir, por favor, deixe o seu parecer - que irá enriquecer o material.