Professor Cardy

web
statistics

Inscreva-se no meu canal do Youtube reativado. Todos os meus cursos e materiais do site (mais de 30 mil páginas) são gratuitos desde 2001 e sua visita, aprendizado e atenção são essenciais. Inscreva-se aqui e incentive a producão de mais vídeos:


Exibindo os registros de 6 a 10 do total de 37 registros disponíveis.

VASSOURAS - 2004
História

O domínio das Assembléias Legislativas permitia às elites dominantes provinciais o controle do orçamento e dos cargos públicos locais, no período regencial brasileiro.

Assinale a alternativa que corretamente se refere às conseqüências imediatas do Ato Adicional de 1834.

(A) Desencadeou o radicalismo que fora reprimido desde o tempo de D. Pedro I, originando o movimento abolicionista.
(B) Provocou o acirramento das disputas pelo poder entre os setores da classe dominante e, nas províncias, gerou revoltas que ameaçaram a unidade política do Império.
(C) As forças conservadoras enfraqueceram-se progressivamente, abrindo espaço para a radicalização das forças políticas liberais.
(D) O republicanismo renasceu, desta vez no âmbito das massas e com reivindicações igualitaristas, influenciadas pelo socialismo utópico.
(E) Precipitou a proposta de antecipação da maioridade do herdeiro, a fim de evitar agitações políticas.



subir

VASSOURAS - 2004
História

No período entre 1851 e 1871, triunfou o princípio das nacionalidades contra o da legitimidade imposto pelo Congresso de Viena. Assinale a alternativa que corretamente se refere a essa oposição.

(A) Apesar de sua origem junker, Bismarck adotou o projeto da Pequena Alemanha, buscando a unificação com base nos valores nacionalistas da ilustração.
(B) O fator nacional superou os interesses econômicos da burguesia, devido à indignação contra o legitimismo do Congresso de Viena.
(C) No processo da unidade italiana, a participação popular foi importante, tanto pela rebeldia carbonária, como pelo apoio às campanhas de Garibaldi e, afinal, à liderança de Cavour.
(D) O predomínio dos interesses agrários impediu o surgimento do nacionalismo em regiões como a Polônia e a Bélgica.
(E) As revoluções liberais do século XIX, embora expressassem interesses locais, na maioria dos casos eram manifestações nostálgicas da ideologia iluminista.



subir

VASSOURAS - 2004
História

«Manufaturas bem protegidas, mas livres de toda regulamentação autoritária das fabricações e das técnicas, uma marinha poderosa, instituições parlamentares e políticas favorecendo confronto de interesses, a Inglaterra estava pronta para a aventura industrial», no final do século XVII.
Assinale a alternativa correta sobre o mercantilismo.

(A) Como as demais políticas mercantilistas, a britânica foi um entrave ao desenvolvimento, pois não prescindiu das barreiras, aduanas e restrições, embora mais brandas.
(B) Nem sempre o mercantilismo e nem todas as práticas mercantilistas travam a economia, pois, na Inglaterra, a combinação de liberdade, controle e incentivo legal contribuíram para a acumulação de capital.
(C) A crítica fisiocrática, por ser exercida no século XVIII, apresenta o mercantilismo como uma prática nociva ao desenvolvimento da economia agrícola, mas benéfica para a indústria.
(D) Na Inglaterra, foi sempre o Parlamento o controlador da economia; por isso, lá praticamente inexistiu o mercantilismo.
(E) A burguesia britânica, objetivando o desenvolvimento manufatureiro e industrial, rejeitou qualquer intervenção do Estado na economia, até o século XVIII.



subir

VASSOURAS - 2004
História

O sistema de porto único era sensível à manipulação externa: estrangeiros dominavam o comércio colonial antecipando créditos e bens e exportando através dos mercadores nacionais, freqüentemente em navios estrangeiros. A acumulação da prata e o seu controle atraíam os recursos da economia espanhola e determinavam, em boa parte, os seus gastos administrativos.

Assinale a alternativa que explica melhor a decadência espanhola, no final do século XVII.

(A) Ao invés de ser aplicada na economia interna, a prata espanhola serviu para corrigir o balanço com o comércio estrangeiro, fornecedor de 90% das importações para as colônias e de boa parte do consumo peninsular.
(B) Os gastos com as guerras só foram superados devido aos meios de controle do seu comércio colonial, como os comboios e frotas.
(C) O sistema de porto único era parte integrante da prática mercantilista espanhola, fortemente centrada nas manufaturas nacionais.
(D) A decadência espanhola deveu-se mais aos gastos com a desastrada intervenção em Portugal, para obter a União Ibérica, do que a preços e negócios.
(E) A Espanha, devido ao domínio de jazidas argentíferas na América e ao sistema de porto único, pôde capitalizar-se para desenvolver agricultura e indústria.



subir

VASSOURAS - 2004
Geografia

«A cidade sempre foi vista pela maioria dos planejadores simplesmente como uma área antinatural. Poucos procuraram encará-la como célula integrante de um ecossistema. Sol, chuva, fluxo e refluxo dos rios e córregos integram esse ecossistema. Grandes cidades brasileiras continuam a conviver com o paradoxo: enchentes e racionamento de água.»
(Adaptado de SCARLATO, Francisco C. e PONTIN, Joel A. O ambiente urbano.)

A respeito das enchentes que ocorrem na maior parte das grandes cidades brasileiras, analise as afirmativas a seguir:

I. são causadas pela ocupação dos fundos de vale, que antes eram áreas naturais de inundação;
II. são causadas pela impermeabilização do solo, decorrente da expansão asfáltica urbana, que impede a infiltração da água e a obriga a correr para os rios;
III. são causadas pela canalização de rios e córregos, que aumenta a velocidade de escoamento da água para os coletores finais.

Assinale:

(A) se somente a afirmativa I estiver correta.
(B) se somente as afirmativas I e II estiverem corretas.
(C) se somente as afirmativas I e III estiverem corretas.
(D) se somente as afirmativas II e III estiverem corretas.
(E) se todas as afirmativas estiverem corretas.



subir





Ferramentas para professores ou estudantes

Maratona Enem

Uma bateria de questões do ENEM para serem feitas até chegar aos 1.000 pontos. Ganham-se pontos por eficiência e as questões aumentam ou diminuem de valor a medida que se acertam ou erram as questões anteriores.

Gerador de Provas

Coloque os critérios para montar a sua prova escolhendo uma disciplina, filtrando questões por matéria, instituição ou quantidade de problemas dentro da sua prova personalizada.

Gerador de Simulados

Coloque os critérios para montar o seu simulado, filtrando questões por matéria, instituição ou quantidade de problemas dentro da sua prova personalizada.



Maratonas de Estudos

Maratona Raciocínio Quantitativo

Uma bateria de questões que comparam quantidades que estimulam o raciocínio de comparação e percepção visual. Baseado em exames internacionais como o GRE Graduate Record Examination.

Maratona Enem (com ajuda)

Uma bateria de questões do ENEM que apresentam as resoluções para serem feitas até chegar aos 1.000 pontos. Ganham-se pontos por eficiência e as questões aumentam ou diminuem de valor a medida que se acertam ou erram as questões anteriores.

Maratona Raciocínio Lógico

Uma bateria de questões de lógica ou de raciocínio lógico-dedutivo. Envolve alguns conceitos de álgebra e geometria, mas sem tanta ênfase em partes específicas da matemática.

Número de questões
10/simulado
  • Questões dinâmicas
  • Relatório de desempenho
Número de questões
10/simulado
  • Questões dinâmicas
  • Relatório de desempenho
Número de questões
10/simulado
  • Questões dinâmicas
  • Relatório de desempenho
Número de questões
10/simulado
  • Questões dinâmicas
  • Relatório de desempenho