Professor Cardy

web
statistics
visualizações


Exibindo os registros de 6 a 10 do total de 45 registros disponíveis.

ENEM - 2011
Português

Abatidos pelo fadinho harmonioso e nostálgico dos desterrados, iam todos, até mesmo os brasileiros, se concentrando e caindo em tristeza; mas, de repente, o cavaquinho de Porfiro, acompanhado pelo violão do Firmo, romperam vibrantemente com um chorado baiano. Nada mais que os primeiros acordes da música crioula para que o sangue de toda aquela gente despertasse logo, como se alguém lhe fustigasse o corpo com urtigas bravas. E seguiram-se outra notas, e outras, cada vez mais ardentes e mais delirantes. Já não eram dois instrumentos que soavam, eram lúbricos gemidos e suspiros soltos em torrente, a correrem serpenteando, como cobras numa floresta incendiada; eram ais convulsos, chorados em frenesi de amor: música feita de beijos e soluços gostosos; carícia de fera, carícia de doer, fazendo estalar de gozo.

AZEVEDO, A. O Cortiço. São Paulo: Ática, 1983 (fragmento).

No romance O Cortiço (1890), de Aluísio Azevedo, as personagens são observadas como elementos coletivos caracterizados por condicionantes de origem social, sexo e etnia. Na passagem transcrita, o confronto entre brasileiros e portugueses revela prevalência do elemento brasileiro, pois

A) destaca o nome de personagens brasileiras e omite o de personagens portuguesas.

B) exalta a força do cenário natural brasileiro e considera o do português inexpressivo.

C) mostra o poder envolvente da música brasileira, que cala o fado português.

D) destaca o sentimentalismo brasileiro, contrário à tristeza dos portugueses.

E) atribui aos brasileiros uma habilidade maior com instrumentos musicais.



subir

ENEM - 2011
Português

Quem é pobre, pouco se apega, é um giro-o-giro no vago dos gerais, que nem os pássaros de rios e lagoas. O senhor vê: o Zé-Zim, o melhor meeiro meu aqui, risonho e habilidoso. Pergunto: — Zé-Zim, por que é que você não cria galinhas-d‘angola, como todo o mundo faz? — Quero criar nada não… — me deu resposta: — Eu gosto muito de mudar… […] Belo um dia, ele tora. Ninguém discrepa. Eu, tantas, mesmo digo. Eu dou proteção. […] Essa não faltou também à minha mãe, quando eu era menino, no sertãozinho de minha terra. […] Gente melhor do lugar eram todos dessa família Guedes, Jidião Guedes; quando saíram de lá, nos trouxeram junto, minha mãe e eu. Ficamos existindo em território baixio da Sirga, da outra banda, ali onde o de-Janeiro vai no São Francisco, o senhor sabe.

ROSA, J. G. Grande Sertão: Veredas. Rio de Janeiro: José Olympio (fragmento).

Na passagem citada, Riobaldo expõe uma situação decorrente de uma desigualdade social típica das áreas rurais brasileiras marcadas pela concentração de terras e pela relação de dependência entre agregados e fazendeiros. No texto, destaca-se essa relação porque o personagem-narrador

A) relata a seu interlocutor a história de Zé-Zim, demonstrando sua pouca disposição em ajudar seus agregados, uma vez que superou essa condição graças à sua força de trabalho.

B) descreve o processo de transformação de um meeiro — espécie de agregado — em proprietário de terra.

C) denuncia a falta de compromisso e a desocupação dos moradores, que pouco se envolvem no trabalho da terra.

D) mostra como a condição material da vida do sertanejo é dificultada pela sua dupla condição de homem livre e, ao mesmo tempo, dependente.

E) mantém o distanciamento narrativo condizente com sua posição social, de proprietário de terras.



subir

Mackenzie - 2008
Português

Ao presenciarmos situações assustadoras, que geram expectativa de um final ruim ou problemático, mesmo que na televisão ou no cinema, nosso cérebro cria uma sensação de tensão como se estivéssemos vivenciando aquela situação. Essa capacidade do cérebro de vivenciar um episódio protagonizado por outra pessoa tem sido muito útil na evolução da raça humana, pois funciona como uma espécie de aprendizado para que saibamos como proceder frente a situações de ameaça.

Adaptado da revista Vida simples

Compreende-se corretamente do texto que

a) experiências em que se vivencia o terror devem ser estimuladas, dada sua extrema relevância no desenvolvimento das pessoas.
b) a identificação que se observa entre espectadores e personagens televisivas ou cinematográficas é determinada pelo grau de ameaça das situações ficcionais.
c) sobrecargas emocionais que propiciam crescimento humano são aquelas que a pessoa vivencia como se estivesse no lugar de um outro.
d) o ser humano é afetado emocionalmente não só pelo que vivencia diretamente, mas também pelo que observa, fato que constitui significativa experiência humana.
e) o cérebro é especialmente estimulado por situações inquietantes, oportunidades em que prepara a pessoa para ser protagonista de todos os episódios em que vier a se envolver na sua existência.



subir

UFAM - 2005
Português

Leia as alternativas abaixo, que se referem ao romance Dom Casmurro, de Machado de Assis.

I) Não se tem certeza se Capitu de fato traiu Bentinho, principalmente se levarmos em conta que tudo é narrado do ponto de vista deste personagem, que é um ciumento extremado e possui uma natureza imaginativa ao extremo.
II) O autor-personagem é um cinqüentão solitário que reproduz, no Engenho Novo, a casa em que se criara na antiga rua de Mata-Cavalos, com o intuito de restaurar a adolescência na velhice.
III) No estilo narrativo do romance observa-se a técnica dos capítulos quase sempre curtos e, dentro deles, as apóstrofes ao leitor e as digressões ora graves ora humorísticas.
IV) A humilde Capitu revela-se esperta e cativante, insinuando-se vitoriosamente no pequeno mundo de D. Glória, a mãe viúva de Bentinho, vindo a casar-se, posteriormente, com seu companheiro de meninice.

Estão corretas ou são admissíveis:

a) Somente II e III
b) Somente I e III
c) Somente I e IV
d) Somente I, II e IV
e) Todas as alternativas



subir

UERGS - 2005
Português

Considere as afirmações abaixo sobre “Contos Gauchescos”, de Simões Lopes Neto:

I – “Contrabandista” monta um tipo de painel do contrabando em São Paulo, e os efeitos desse meio de vida junto às famílias que dele dependiam.
II – Em “Jogo do Osso”, o narrador, no início, lança o assunto e só depois situa-o no espaço e no tempo, mostrando as antigas festas campeiras, os jogos de azar e os valores envolvidos.
III - Em “O Negro Bonifácio” há uma espécie de emboscada já no título, uma vez que a personagem central é Tudinha, e “todos os machos se estraçalham por ela”.

Quais estão corretas?

A) Apenas a I.
B) Apenas a II.
C) Apenas a III.
D) Apenas a I e a II.
E) Apenas a II e a III.



subir


Comente

São mais de 50.000 páginas de conteúdo. Não acompanho os diálogos a seguir - por isso, caso você ache alguma pergunta feita pelos usuários e queira contribuir, por favor, deixe o seu parecer - que irá enriquecer o material.




Ferramentas para professores ou estudantes

Maratona Enem

Uma bateria de questões do ENEM para serem feitas até chegar aos 1.000 pontos. Ganham-se pontos por eficiência e as questões aumentam ou diminuem de valor a medida que se acertam ou erram as questões anteriores.

Gerador de Provas

Coloque os critérios para montar a sua prova escolhendo uma disciplina, filtrando questões por matéria, instituição ou quantidade de problemas dentro da sua prova personalizada.

Gerador de Simulados

Coloque os critérios para montar o seu simulado, filtrando questões por matéria, instituição ou quantidade de problemas dentro da sua prova personalizada.



Maratonas de Estudos

Maratona Raciocínio Quantitativo

Uma bateria de questões que comparam quantidades que estimulam o raciocínio de comparação e percepção visual. Baseado em exames internacionais como o GRE Graduate Record Examination.

Maratona Enem (com ajuda)

Uma bateria de questões do ENEM que apresentam as resoluções para serem feitas até chegar aos 1.000 pontos. Ganham-se pontos por eficiência e as questões aumentam ou diminuem de valor a medida que se acertam ou erram as questões anteriores.

Maratona Raciocínio Lógico

Uma bateria de questões de lógica ou de raciocínio lógico-dedutivo. Envolve alguns conceitos de álgebra e geometria, mas sem tanta ênfase em partes específicas da matemática.

Número de questões
10/simulado
  • Questões dinâmicas
  • Relatório de desempenho
Número de questões
10/simulado
  • Questões dinâmicas
  • Relatório de desempenho
Número de questões
10/simulado
  • Questões dinâmicas
  • Relatório de desempenho
Número de questões
10/simulado
  • Questões dinâmicas
  • Relatório de desempenho